quarta-feira, 29 de junho de 2016

Sobre a V Mesa Redonda de Baralho Cigano

Sem sombra de dúvidas, foi um dos melhores encontros deste projeto idealizado e promovido pela cartomante Tânia Durão!



O local aconchegante e prático.
Os participantes atentos e interagindo com os palestrantes.
Os palestrantes animados e explorando mais ainda o 'pensar' dos participantes.
As vivências promovidas, nos levando a uma viagem na alma.

Afinal, cartomancia é isso mesmo! Não é uma "ciência exata"; é sentir, refletir, agregar opiniões e conceitos novos - sejam eles intuitivos ou meramente históricos.

As palestras foram lindas! (precisamos de mais tempo [risos]).

A diversidade na explanação dos temas recomendados, levando a todos a ampliar suas reflexões sobre os emblemas do Lenormand, como os galhos de uma árvore frondosa (05> carta patrona do encontro) nos levou a várias direções, e também fazendo uma ponte entre o telúrico e cósmico; o profano e o sacro... foi tudo muito mágico!

Tive oportunidade de conhecer pessoas que só conheço via meio virtual; e, apesar de não termos tempo de conversar mais, deu para sentir a energia, olhar nos olhos, dar aquele abraço, ou meramente um simples sorriso. Encantador! Nada que uma boa árvore dando seus frutos.

Pudemos também celebrar o dia do Baralho Lenormand (Baralho Cigano); dia este determinado pela nossa querida Socorro Van Aetts e Chris Wolf, com sorteios e brindes aos participantes; afinal todos saem ganhando, todos puderam comer o "fruto da experiência" dos palestrantes e alguns ainda levaram sementes produzidas pelo encontro, como brindes e presentes.

Quero agradecer MUITO as felicitações do meu Ano Zodiacal (que foi no solstício de inverno 21/06) mas não esquecido pelos meus queridos amigos e companheiros de profissão.





Espero ter deixado uma boa mensagem e também algumas reflexões sobre "lealdade" e "amizade" na minha palestra sobre a carta do cão, a 18 do Lenormand.

Aos palestrantes meus agradecimentos pela reciprocidade, amor, união e afeto. E por compartilhar suas experiências e vivências nas áreas recomendadas.

Um grande beijo e forte abraço em todos: palestrantes e público deste evento, que, com toda certeza, já está entre os melhores da nossa cartomancia.

Que as bençãos zotti (cigana) recaiam sobre todos nós!!!


                                                                      Palestrantes


                                              Palestrantes e alguns do público


Agradecimento especial a nossa fotógrafa do evento : Mônica Aloe. Seu trabalho maravilhoso recomendo! Curtam a página oficial dela no facebook : Mônica Aloy (Fotógrafa profissional)

Página As Cartas Ciganas da Tânia Durão

Obs. Na página inicial do meu blog está o site/blog de alguns palestrantes. Clique lá e conheça o trabalho deles.




sexta-feira, 29 de abril de 2016

Cartomancia Sarracena (Chamada)



Para acompanhar as postagens inscrevam-se no canal ;)



O Dado e O Carro - a insignia no 7


O número sete do Arcano O Carro (Tarô), está intrinsecamente ligado ao mítico "destino" e as nossas transformações; quando nos tornamos Senhores de nosso próprio caminho. Esse também é um aspecto relevante na Cleromancia (leitura dos dados) onde todos os lados opostos somados resumem-se em "7". O sete é o próprio destino:
7 Estágios alquímicos
7 Planetas

7 Metais
7 Atos da Criação
7 Chacras
...

Filosofando sobre isso podemos chegar a um consenso de que tanto O Carro quanto alguns posicionamentos da Cleromancia marquem o inicio de uma nova jornada que nos conduz ao amadurecimento.

domingo, 24 de abril de 2016

Sobre internet limitada



Venho acompanhando a grande polêmica sobre a internet limitada, e fico a observar nas entrelinhas o real interesse por trás disso tudo.
Diversos vídeos no youtube e outros privados vem trazendo suas considerações sobre o assunto; mas, além de tudo que assistimos por aí [e que faz algum sentido], o buraco ou "golpe" é muito mais embaixo: RESTRINGIR A LIBERDADE DE EXPRESSÃO! 
Com o advento da expansão e facilidade de 90% da população ter acesso a internet, as opiniões diversas ultrapassaram os limites do controle mundial da mídia manipuladora e jornalismo marrom. Claro que não devemos crer em tudo que lemos ou assistimos na rede; mas a facilidade em que a grande massa da população está tendo de se expressar e espalhar as podridões pela rede tem aumentado exponencialmente e isso já está incomodando "alguns". E como os governoS (sim, no plural) pois a podridão não é só brasileira!, estão tentando amordaçar a mídia livre? Reduzindo sua utilização!!! Claro.   
Vamos a algumas reflexões:

1- Como um "pobre" na periferia de qualquer cidade com seu Smartphone poderia gravar um vídeo expondo algo nefasto e divulgar na rede? Com uma internet LIMITADA.
2- Como os jornalistas autônomos poderiam gravar vídeos de violência e abusos de poder em diversas manifestações políticas? Com uma internet LIMITADA.
3- Como poderíamos, nós, reli mortais expor nossas indignações diante da podridão política que assola o mundo? Com uma internet LIMITADA.
4- Como poderíamos deixar o mundo a par dos acontecimentos locais e suas sujeiras? Com a internet LIMITADA.
5- E as restrições vão além... parem e pensem!

Sabemos que uma das grandes formadoras de opinião é a Mídia. A mídia nos "abre os olhos", "nos faz pensar", "nos faz lutar", etc... E não falo da mídia da "caixinha preta", a qual só nos mantem no cabresto, cegos diante da realidade; falo da mídia LIVRE dos "anônimos", sem nenhum lucro sobre as manipulações "Corporacionais"(sic). E aí está a grande jogada mundial; sim, mundial (pois não é só no 'brasil' que isto está acontecendo). Mais uma forma de manter a população cega diante dos acontecimentos nefastos que nos cercam.

Então não me venham com "mimimi" de que há interesses financeiros por trás das empresas telefônicas, onde provavelmente perdem clientes pelos acessos fáceis a internet ilimitada. NÃO! O buraco é mais, bem mais embaixo: CALAR O POVO! LIMITAR O LIVRE PENSAMENTO! LIMITAR A FILOSOFIA! JOGAR A PODRIDÃO EMBAIXO DOS TAPETES DE PIXELS! 

E se não houver uma reviravolta/revolta populacional, daqui a poucos anos nem aparelhos com internet vamos ter (fogueiras inquisidoras de pc's e Smartfones). As ligações telefônicas serão monitoradas e interrompidas. Os correios (já em fase de privatização) desviarão as correspondências. Ah... e tadinho dos pombos correios (última opção), serão extintos! E nós? Cada um que engula a seco o que vêem, ou se calem para não ir parar na guilhotina. 

Ah Timothy J. Berners- Lee, se você tivesse uma bola de cristal? 

domingo, 17 de abril de 2016

Destino...



Vamos só observando o caminhar de nossa nação (pois é a mais próxima); haja vista a crise ser mundial; como de costume, olhamos primeiro para nosso umbigo; e pelo andar da carruagem seguem algumas mensagens "sibílicas":
1- Economizem na comida! Nada de desperdício e exageros.
2- Adquiram menos dívidas, pois uma hora não haverá recursos financeiros em circulação.
3.Internet? Ah... esta está indo para o buraco; comecem a estocar papel e caneta/lápis, pois voltaremos ao mundo da escrita manual.
4- Habitação? Tendas ou cavernas serão as melhores opções.
5- Comércio? De volta ao escambo (não joguem nada fora! Uma hora vamos precisar trocar por algo para sobreviver).
6- História? Em livros ou anotações pessoais [Comecem seus grimórios, biografias, receitas, etc. ]
7- Saúde? Resgatem as velhas "receitas" da vovó , a natureza cura tudo! Sempre foi assim! "Sinteticismo (sic)" NÃO, In Natura SIM.
8- Cultivem habilidades manuais e intelectuais, isso será extremamente necessário.
9- Transporte? Pernas!!! E talvez alguns amigos animais.

Talvez alguns achem isso pessimismo; ledo engano! Não sou dono da verdade, e nem quero ser! [Não há verdade absoluta], apenas sou um mero mercuriano, filho do Logos; e como bom filho: observo e aprendo.
O mundo dá muitas voltas, assim como nós. E a Natureza para se regenerar não precisa de grandes catástrofes mundiais naturais; basta uma sutil influência para colocar as coisas nos eixos.
E se for necessário voltar a Idade da Pedra, com certeza voltaremos para reconstruir!

segunda-feira, 28 de março de 2016

Adaptação "versus" Aceitação



Na atual conjuntura do momento: crises, falta de dinheiro, roubalheira, ansiedade, desgovernos, etc. , fico imaginando como podemos relaxar diante disso tudo. Nas redes sociais uma enxurrada de técnicas de meditação, relaxamento, palavras de esperança, inteligência emocional... uns com cursos, outros, simples mensagens de aconselhamento.

Enfim, será possível mesmo aplicar estes mecanismos diante desse momento em que atravessamos?
Bem, talvez para uns sim e outros, não! Nem sempre é tão fácil "apertar o botão do foda-se"; ainda mais quando necessitamos sobreviver por viés indispensáveis como por exemplo: a saúde, alimentação, moradia.

Este texto não tem por meta acabar com a esperança de alguns, mas nos trazer a realidade. Queira ou não, necessitamos sobreviver, porque "viver" já está quase impossível.
Então me pergunto: 
Quem realmente são os que mais sofrem com esta situação na qual atravessamos?
O que podemos eliminar para obter uma melhor qualidade de vida?
Será que o que consideramos "indispensáveis" são mesmo "elimináveis" ?

Bem, são questões muito relativas, levando em conta as necessidades de cada um. Mas uma coisa é certa: O momento é de economia! Dispensar os supérfluos! Evitar viver de "aparência"! , pois o barco está afundando, e quanto mais leve estivermos, mais fácil será boiar. 

E, enquanto, nós, reli mortais (sic), que : pagamos aluguel, temos despesas com saúde e não podemos se dar ao luxo de ter o nome sujo no SPC ou SERASA (pois somos sós) temos que rebolar muito para aqui e acolá ir se adaptando ao momento tempestuoso. 

Ah... e o tal relaxamento e meditação? Hum... IMPOSSÍVEL! Ou melhor, quase impossível. A não ser, é claro, que decidamos apertar mesmo o botãozinho do "foda-se" e ir fazer parte da equipe dos "sem teto", "pessoas de rua", "mendigos" , etc. 

Então aí que vem a grande reflexão: A análise do perfil destes que consideram que uma ativação "zen" de nossa mente vai resolver o problema. Isso, na minha humilde opinião é mascarar o problema, é se tornar alheio a própria realidade dos fatos. Quero deixar claro que não se trata de uma crítica destrutiva às pessoas que tentam nos ajudar com estes métodos; mas sim uma proposta a reflexão de que, até que ponto somos capazes de manter um equilíbrio diante desta crise, onde procuramos correr atrás da nossa sobrevivência, sem ignorar as consequências por caçar nesta "selva de pedra".

Tentar buscar subterfúgios diante deste momento que atravessamos nada mais é do que uma questão simples e objetiva de virar as costas para a realidade; que para alguns é fácil, àqueles que tem um bote salva vidas em que embarcar para fugir do "Titanic",ou seja, tem sua casa própria (quitada), tem suas economias e aplicações, tem aposentadoria, tem papai e mamãe para suprir suas necessidades, tem irresponsabilidades diante de seus deveres cívicos, tem um bom emprego no governo, etc. Para os que não possuem estes recursos (e são a maioria), só nos resta mesmo enfrentar nossas crises de desespero, depressões, ansiedades, medos, etc. e com a ajuda de nós mesmos! Isso mesmo caro leitor, NÓS MESMOS! Apesar de sermos seres coletivos, nem sempre a coletividade nos dá suporte. O "canibalismo" pode ser inevitável [não generalizando], infelizmente.

Então só nos resta:

Orar? Ah se oração resolvesse...
Pedir? Quem tem para dar!?
Interversão Divina? Como se os De@ses estivessem preocupados...
Reformulação política? Ah, esta merece uma gargalhada, pois é tudo farinha do mesmo saco!
Mudar de País? Quem tem condição???? quem? quem? [Existe ;) ]

Então, sem mais delongas: ADAPTAR-SE ou ACEITAR!

Ah Sr. Darwin , VIVA A EVOLUÇÃO!!!!